1,2,3… Testando!

Por: Vinícius Aliprandino

13 de julho de 2012 e estou sem pauta, sem ideia, sem nada no estômago e a bateria do notebook mais cedo ou mais tarde vai pifar. E o que vocês tem a ver com isso né? Nada, é verdade, mas estou lembrando que pela manhã eu teria tido inspiração para escrever um texto melhor sobre esse dia. Bela combinação Sexta-feira 13 com Dia Mundial do Rock. Mas acho que é necessário explicar a história desses dois dias.

Um pouco de história:

Em 13 de Julho de 1985, Bob Geldof, organizou um show simultâneo em Londres e na Filadélfia, denominado Live Aid com objetivo de acabar com a fome na Etiópia. O festival contou com a presença de vários artistas como: The Who, Status Quo, Led Zeppelin, Dire Straits, Madonna, Queen, Joan Baez, David Bowie, BB King, Mick Jagger, Sting, Scorpion, U2, Paul McCartney, Phil Collins (que tocou nos dois lugares), Eric Clapton e Black Sabbath. Foi transmitido ao vivo pela BBC para diversos países e abriu os olhos do mundo para a miséria no continente africano. Vinte anos depois, em 2005, Bob Geldof organizou o Live 8 como uma nova edição, com estrutura maior e shows em mais países, onde até mesmo o grupo britânico Pink Floyd tocou junto depois de 20 anos de separação, com o objetivo de pressionar os líderes do G8 para perdoar a dívida externa dos países mais pobres e erradicar a miséria do mundo. Desde então, o dia 13 de julho passou a ser conhecido como Dia Mundial do Rock.

Pois bem, hoje celebramos o dia desse estilo musical que movimenta gerações e multidões, os quais fazem dele um estilo de vida, uma atitude. O Rock and Roll é política inconformada com a situação atual, a ação contra os preconceitos existentes, o grito enérgico de resistência a todas as demais culturas de massa que tentam se impor e fazer com que nos tornemos robôs, sem ação,  lógica e emoção. É um disparo de metralhadora nas veias de um sistema falido que tenta vender tudo e todos na prateleira dessa corrida de mercado. E acima disso tudo, é arte, e toda arte deve ser livre para se expressar, sejam suas idéias ou sentimentos. Sejam esses sentimentos positivos ou uma necessidade de vomitar tudo que lhe faz mal, de se exorcizar.

Agora voltando da viagem e partindo para o folclore, vale lembrar sobre nossa querida Sexta-Feira 13 (semeando o ódio, trazendo destruiiiiçãooo ). A história conta que a Deusa do amor e da beleza, conhecida como Friga (que deu origem a frigadag, sexta-feira) foi transformada em bruxa quando as tribos nórdicas e alemães se converteram ao cristianismo. Como vingança, ela passou a se reunir todas as sextas com outras 11 bruxas e o demônio. Nas reuniões dessa galera, eles ficavam rogando praga aos humanos, (até que parecia ser divertido).

Cuidado com o Jason e… LÁ VAMOS NÓS!

Imagem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s