A energia da nova geração – Conheça a banda Meio Termo

Por: Vinícius Aliprandino

meio termo 2

Formada no estado de Goiás, mais precisamente na cidade Aparecida de Goiânia, no ano de 2014; a banda Meio Termo traz em sua equipe a energia da juventude.
Contando com Victor Rabelo (Vocal e guitarra), Isaque Saraiva (Vocal e baixo), Rafael Ramos (Bateria)  e Igor de Souza (Teclado), alguns dos membros nem terminaram o colegial e já mostram um Hard Rock/Progressivo e Psicodélico  de qualidade.
Como próximo passo a banda se prepara para lançar seu EP “Tempo” pela gravadora européia G.O.D. Records Garden Of Dreams.

O Papo Alternativo esteve conversando com os . que concederam uma entrevista onde falam sobre o início da banda e a forma como lidar com a cena e como levar o trabalho adiante com dedicação.

(Papo Alternativo) Quando vocês iniciaram na vida musical e quando começaram a colocar isso num patamar entre as prioridades das vidas de cada um da banda? 

(Meio Termo) No colégio, ainda no ensino médio eu (Rafael Ramos) e Victor Rabelo participamos de um concurso que se chamava jovens talentos. Ali montávamos a nossa primeira banda que se chamava “4 Elementos”. A gente se juntou para fazer covers de Mamonas e Legião Urbana. A banda não durou muito, mas naquele ano levamos o primeiro lugar dos novos talentos pra casa e disso surgiu o nosso apego pela música e pela vontade de tocar; mas no começo era mesmo só por diversão. Acho que no segundo ano após participarmos também de outros festivais no colégio, resolvemos começar a compor as nossas próprias músicas e dar foco a isso. Tivemos uma outra banda que se chamava “Silver Contact” – primeira banda do ensino médio onde a gente compunha em inglês, na qual o nosso atual tecladista era vocalista. Quando começamos com a “Meio Termo” estávamos bem mais maduros e sabíamos que só se conquista algo com foco e determinação; e logo apareceu Isaque, um amigo nosso, que veio com muitas outras ideias. Então se era isso que queríamos, tínhamos que ir atrás. Foi correria vendemos até jujuba no sinaleiro pra gravar o nosso primeiro single “Deixa Pra Depois”, mas valeu a pena demais e hoje estamos muito felizes com o que estamos conseguindo alcançar.

(Papo Alternativo) Como surgiu a Meio Termo e qual a pretensão com esse trabalho? 

(Meio Termo) As ideias em inglês não estavam fluindo muito bem e percebemos que se estamos no Brasil nada mais certo que compor em português, para que as pessoas que nós ouvem possam entender e absorver melhor o que temos a transmitir. Assim surgiu a “Meio Termo” e é atualmente a nossa prioridade na vida.

(Papo Alternativo) O nome Meio Termo tem algum significado em especial para vocês? 

(Meio Termo) Sim, o principal significado é a definição que ele trás ao nosso som – nenhum –  por isso escolhemos esse nome. Quer dizer que o nosso som é imprevisível ao mesmo tempo em que estamos fazendo riffs com bastante distorção e pegada bem barulhenta, estamos apenas fritando em simples solos estridentes e chiadeira nos pratos de arrepiar até os cabelos do ouvido.
Meio Termo

(Papo Alternativo) Nós sabemos das dificuldades em viver de rock no Brasil. Além da banda vocês possuem outros projetos e trabalhos? 

(Meio Termo) Alguns da banda estão terminando o ensino médio.

(Papo Alternativo) Sendo uma banda de Goiás, longe do eixo Rio-São Paulo, vocês percebem alguma dificuldade com a visibilidade pelo resto do país ou isso é um mito que se quebra com o empenho do músico? 

 (Meio Termo) Isso não passa de um mito. Correndo atrás as oportunidades aparecem.

(Papo Alternativo) Como é a cena da cidade e da região de vocês? A cena rock tem força e um fluxo de shows bons para uma banda se destacar? 

(Meio Termo) Ótima pergunta. Bom Goiás vem sendo uma das cenas mais fortes atualmente no cenário underground. Cada vez mais surgem bandas novas se destacando. É muito forte o fluxo de shows aqui. Exemplo disso são os já renomados festivais como: Bananada, Vaca Amarela e Grito Rock que acontecem todo ano e estão em crescente cada vez maior.

meio termo 4
(Papo Alternativo) Quais as influências musicais da Meio Termo? 

(Meio Termo) Nossas principais influências são Pink Floyd, Led Zeppelin, The Doors, Jimmi Hendrix e tantos outros da época de ouro e bandas atuais e tão inspiradoras como Tame Impala, Boogarins e O Terno.

(Papo Alternativo) Como funciona o processo de composição das músicas? 

(Meio Termo) Bom sempre costumamos compor as músicas juntos. Vez ou outra surge uma idéia, daí tentamos fundir isso a outra idéia e assim vai.

(Papo Alternativo) Todos participam e dá opinião a respeito de letras, melodias e instrumentais? 

(Meio Termo) Na maioria das vezes as letras são escritas pelo Vitim e Isaque, mas juntos vemos os pontos que gostamos, algo que achamos que poderíamos mudar ou melhorar e assim vão fluindo novas idéias. A parte melódica e instrumental são feitas por todos.

(Papo Alternativo) Quais os planos da Meio Termo para 2015? 

(Meio Termo) Lançar o nosso primeiro EP “Tempo” e trabalhar duro em cima dele.  Estamos com algumas músicas novas para os shows e algumas surpresas nas gravadas também aparecerão. No mais o que queremos é tocar. Tocar nos faz bem e só assim para podermos alcançar os nossos objetivos.

(Papo Alternativo) Deixe um recado pra galera que leu a entrevista  

(Meio Termo) Estamos correndo atrás dos nossos sonhos pois é isso que nos guia. Se você, assim como nós, ama música e sente o sentimento expressado por cada nota ouça o nosso primeiro EP “Tempo” e junte-se a nós nesse grupo de sonhadores.

Facebook

Confira logo abaixo o clipe da música “Esquizofrenia” e alguns links com outros sons da banda.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s