La Burca lança seu EP “She goos to flowers”

Por: Vinícius Aliprandino
 

laburca
Crédito da foto: Aline Maffi

Chegou o final do ano, mas as novidades não param. E o La Burca, duo de pós-punklore, de Bauru-SP, lançou no dia 19 de dezembro, no evento Duo Fest, que aconteceu em Presidente Prudente – SP, seu EP “She goos to flowers”.

O disco foi lançado pelo próprio selo da dupla, o “!punklorecords” e traz três faixas inéditas da banda, duas delas contando com participações especiais.

“She goos to flowers” foi gravado ao vivo no RMS Estúdio em Agudos – SP na primavera de 2015 e mixado por Reinaldo RMS.

Em sua página no Facebook, a banda formada por Amanda Rocha e Lucas SCB, falou um pouco de cada faixa do EP. “”Goos” é um som instrumental feito em homenagem aos Gustavos e à todas as pessoas que se foram abruptamente da Terra. Paz & música. Participação especial de Marcos Tamamati (Bertran de Born, Acromo)na “2ª” guitarra. “Flowers of Romance” = everybody wants and every one deserves the flowers of romance! “She Thrills” teve participação extra-especial “no waveana” do duo Post com Vanessa de Michelis ( 2ª guitarra) e Jiulian Gonçalves (percussão)” comentou.

De acordo com a vocalista, o EP foi gravado ao vivo para preservar a intensidade da música nos shows da banda. Apesar das características minimalistas da banda, o duo explicou que esse novo trabalho está com mais nuances. “Gravamos o EP “She goos to flower” ao vivo de novo pra manter a intensidade, a diferença é que gravei a voz separada desta vez, e tivemos a participação lindona do duo Post, com a Vanessa de Michelis (guitarra) e a Duda (percussão) em “She thrills” que ficou meio que um encontro post-punklore e no wave louco, e do Marcos Tamamati (duo Bertran de Born) na guitarra dedilhada etérea em “Goos””, explica Amanda.

A expectativa a partir de agora é conseguir abrir o leque do diálogo com a cena de forma geral, especialmente com as duplas que seguem na mesma pegada do La Burca. Amanda também afirma que a ideia é fazer mais shows por outros estados, para levar o som do La Burca cada vez mais longe. Além desses, a banda tem planos para fechar parcerias com outros selos, sites e páginas, que possam ajudar na divulgação desse trabalho. Atualmente a banda conta com a parceria do selo Raro Zine Records.

Confira o EP logo abaixo.


“Kurious Eyes”

E avisando que as coisas não param por aí, o La Burca já deixou o recado de que no ano que vem teremos mais novidades. As três faixas são partes do álbum “Kurious Eyes”, que deve ser lançado no verão de 2016.

Segundo os bauruenses, o próximo álbum virá com 9 faixas. Todas elas gravadas ao vivo, tendo apenas a captação da voz separada. As influências e a pegada do álbum virá na linha do Pós-Punk, Folk, Instrumental Rock, No Wave, Guitar Bands e o Punk. “Acho que a pegada tá mais pesada em partes, e diluída em outras. A participação de amigos foi muito interessante e importante também. É muito massa rolar um encontro de interesses sonoros em uma gravação, ainda mais com amigos de outros duos, como a Post e Bertran de Born, que fazem um som totalmente diferente do nosso mas que também rola identificação-linguagem”, explica a vocalista.

“Kurious Eyes” contará com participações em três de suas músicas. Duas das canções do novo EP já trazem essas parcerias. Essas e outras informações vocês podem conferir na rápida conversa que tivemos com a vocalista.

(Papo Alternativo)O que vocês perceberam de diferença entre esse e os trabalhos anteriores do La Burca?

(Amanda Rocha) Gravamos o EP “She goos to flower” ao vivo de novo pra manter a intensidade, a diferença é que gravei a voz separada desta vez, e tivemos a participação lindona do duo Post, com a Vanessa de Michelis (guitarra) e a Duda (percussão) em “She thrills” que ficou meio que um encontro Post-Punklore e No Wave louco, e do Marcos Tamamati (duo Bertran de Born) na guitarra dedilhada etérea em “Goos”. Acho que as composições estão com mais nuances, embora ainda tenhamos as características minimalistas do “Punklore”, claro. Estamos absorvendo os sons. Demorou um tempinho pra gravarmos, então ainda estamos em processo de absorver melhor as canções, entendê-las no álbum, porque uma coisa é você tocar no set outra é condensar tudo num pacote só, meio complexo. Acho que o EP mostra vários lados também, o lance da temática instrumental que curtimos muito (Goos), uma canção meio-power-punk-pop-instantânea em “Flowers of Romance” e um lance mais experimental em “She Thrills”. O nome-frase do EP faz uma analogia com os sons e lançamos pelo nosso selo também recém-lançado !punklorecords!. Já que fazemos tudo mesmo, rola distribuir por um selo próprio de uma vez. Temos algumas cópias de CDs bunitinhas a quem interessar e acho que ano que vem conseguimos lançar em K7 também.

la burca
Crédito da foto: Aline Maffi

(Papo Alternativo) Qual a expectativa com essas canções?

(Amanda Rocha) Esperamos ter mais diálogos sonoros com o cenário em geral e com bandas-duos que estão na mesma pegada e fazer mais shows por outros lados-estados pra mostrar nosso som, sempre necessário. E queremos lançar também por outros selos-sites-pages, estamos abertos. Inclusive  agora fazemos parte do “cardápio” do selo Raro Zine Records!


(Papo Alternativo) Já tem algo que vocês podem adiantar pra gente a respeito do novo álbum, que deverá sair no ano que vem? Como vai ser a pegada? Influências? Quantas faixas? Tem alguma coisa que vocês pretendem inovar nesse novo álbum em relação a outros trabalhos da banda?

(Amanda Rocha) “Kurious Eyes” vai ser um álbum com 9 sons, gravado ao vivo só com minha voz separada. Gravamos o EP “She goos to flowers” junto ao álbum. São vários temas que curtimos presentes no álbum como o Pós-Punk, o Folk, Instrumental Rock, No Wave, Guitar Bands, Punk. Acho que a pegada tá mais pesada em partes e diluída em outras. A participação de amigos foi muito interessante e importante também. É muito massa rolar um encontro de interesses sonoros em uma gravação, ainda mais com amigos de outros duos, como a Post e Bertran de Born, que fazem um som totalmente diferente do nosso, mas que também rola identificação-linguagem. São 3 sons com participações, e já lançamos 2 desses no EP. Acho que a inovação vem com o tempo, maturando o som, entendendo melhor você e os instrumentos – que são poucos mas dão trabalho. É preciso tirar o máximo do pouco. Acho que é isso.


Outros trabalhos da banda podem ser ouvidos e encontrados nos links abaixo.

EP “LA BURCA” (2013)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s