Coletivo de ideias de bandas paulistas dá vida ao split Mónó

Por: Vinícius Aliprandino

mono_capa

Já pensou como seria se várias bandas com estilos próprios, diferentes e bem característicos se unissem para produzir um split, que formaria em seu final um conjunto de ideias semelhantes? Foi exatamente isso que cinco bandas do cenário underground paulista fizeram. “Mónó” é o resultado do trabalho das bandas Blues Drive Monster, Chabad, Hollowod, Vapor e We Are Piano.

O split foi lançado em primeiro de junho pelos selos Holwin’ Records (SP) e Bichano Records (RJ); e traz três faixas de cada grupo, onde cada um expõe seu estilo, porém sem perderem a essência do coletivo, que foi a forma entre as bandas, em que o disco foi planejado, produzido e mixado.

A gravação e produção do disco foram realizadas nos estúdios Kalundu (Tiago Babalu) e Subway (Anderson Lima e Hugo Costa). O trabalho é um grande achado para quem curte música alternativa brasileira. Os estilos presentes ao longo do álbum são os mais diversos, passando pelo rock, garage rock, punk, pós-punk, hardcore, pós-hardcore, grunge, emo, pós-rock, psicodelia, música progressiva, música tradicional brasileira, música experimental, música avant-garde e música pop.

A expressão “Mónó” foi utilizada pelos integrantes de cada uma das bandas e seu significado é exatamente a base na qual o disco foi construído: “o entrelaçamento de ideias, anseios e experiências de cada um dos envolvidos, proporcionando algo que tivesse um pouco de cada um e simultaneamente representasse todo”.


Temas das canções

A princípio, as temáticas unidas podem parecer ideias confusas, porém essa mesma confusão faz parte da ideia que o álbum pretende e consegue transmitir. Junto a ela, ao longo do disco podemos perceber as abordagens com relação a complexidade, frieza, agitação, sentimento, medo, esperança, ódio e amor, tudo entrelaçado, com cada música a seu estilo somando neste trabalho de grupo.

“Mónó” reflete os pensamentos, questionamentos, discussões presentes na vida de jovens do mundo inteiro, que têm aquela sensação de estarem pertencendo a algo, ou fazendo aquilo que não querem.

Idealização do trabalho

Entretanto, o ideal do projeto não surgiu do dia para a noite. As cinco bandas se encontravam constantemente ao longo dos dias e noites, onde aconteciam os mais diversos festivais e demais espaços voltados para a música underground autoral. Nesses encontros foram se construindo os laços e percebendo as semelhanças entre os grupos, mesmo apesar de cada um possuir seu estilo original. Esse foi um prato cheio para que as bandas amigas se focassem em um projeto, que vem sendo planejado desde 2012, onde cada uma lançaria três músicas inéditas e daria vida ao split MóNó.

A coletividade não parou apenas na união as ideias e no ato de colocar três faixas de cada grupo no disco. Além disso, os grupos compartilharam estúdios, custos, informações, complicações, soluções, conceitos sobre música e expressão artística até finalmente atingirem seu objetivo.

De acordo com a descrição do Bandcamp do split, “Mónó” “chega sem pretensão alguma e é a materialização de uma forma de ver a vida, através dos acordes, ritmos, palavras, gritos e melodias de uma pequena parcela da sua geração”.

Baixe aqui o split, ou ouça esse e outros trabalhos de cada uma das bandas nos links abaixo.

Mónó

https://splitmono.bandcamp.com/releases

Outros trabalhos das bandas

Blues Drive Monster

 

 

Chabad

 


Hollowood

Facebook: http://www.facebook.com/hollowood.face/
Bandcamp: http://hollowood.bandcamp.com
Soundcloud: https://soundcloud.com/hollowoodmusic

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s