Conheça a Vladvostock e seu EP “Pompéia”

Por: Vinícius Aliprandino

Capa do Ep Pompeia
Crédito da arte: Antonia Bara

Foi lá em 2012 que essa galera começou. Uma banda que se formou entre colegas de escola não é novidade para muitos, porém o som dessa trupe é algo que vem pra somar positivamente ao cenário da música independente nacional.

Em conversa com a assessoria da Vladvostock, o Papo Alternativo teve acesso ao trabalho dos caras, que havia sido lançado no ano passado. O EP “Pompéia” possui quatro faixas e contou com a gravação, mixagem e masterização de Henrique Zarate. Já a produção do disco, além do próprio Henrique, ficou também por conta da banda. A arte de capa do disco foi um trabalho de Antonia Bara.

Glória

O EP começa com a faixa “Glória”. A música traz nos versos “Glória ao passado, se iluda com o futuro e odeie seu presente. Amor imprevisível que leva-me do céu ao chão. Me leve ao seu céu”, traz um ritmo mais calmo e melancólico.

Prestes

Em seguida, uma pegada mais marcante, com um riff que gruda na cabeça toma a cena com a música “Prestes”. “Eu poderia ser o que você quisesse, mas sou apenas o que você deixou de mim. Quem foi que teve medo? Quem foi que não botou fé? Eu não vou olhar pra trás” são os versos que acompanham a canção.

Conforto

A terceira faixa do disco é a “Conforto”, com batidas de bateria e riffs de guitarra e uma linha de baixo bem encorpada no fundo dão apoio a voz de Rubens nos versos que cantam “Chorar de vez em quando não faz mal”…”Irracional é o meu dever”… “Perder de vez em quando não faz mal”.

Pra Mim

Encerrando o EP “Pompéia” a faixa “Pra Mim” se mostra a mais melancólica do disco. As batidas seguem calmas até os 3:00 de música, quando o peso toma conta da canção e segue até o final.

O grupo é natural da cidade de São Paulo e formado por Rubens (voz e guitarra), Jopa (baixo) e Vitor (bateria).  O nome do power trio, Vladvostock, foi inspirado através do clássico jogo de tabuleiro War. (Vladivostok ou Vladivostoque é o nome de uma grande cidade da Rússia, que possui portos com abertura para o Oceano Pacífico).

A sonoridade traz uma grande lista de influências. Entre elas estão nomes como Toe, Terno Rei, The Dodos, Gigante Animal, Rancore, Gorillaz, Hurtmold, Mac Demarco, Pink Floyd, Black Sabbath, Jethro Tull, Title Fight, Chico Science e Nação Zumbi. Com essa bagagem, o tipo de som da banda só podia trazer uma pegada original. Tanto que os próprios integrantes criaram um novo estilo para suas músicas – o Morph Rock. O ritmo é uma mescla de todas as influências do grupo que vão do Baião ao Math Rock.

Para conhecer melhor o som desse pessoal, nada melhor do que ouvir, não é mesmo? Então apertem o play no link do Soundcloud que segue abaixo e  conheçam o trabalho do grupo através do Instagram e da página da Vladvostock no Facebook.

Soundcloud

Facebook

Instagram

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s