Beto Mejía lança Kaningawá

Por: Vinícius Alipradino

527558_4852904439180_1398973883_n

Aproveitando a pausa nas atividades do Móveis Coloniais de Acaju, o flautista Beto Mejía acaba de lançar seu single “Kaningawá“.

O título da canção não traz um real significado. A palavra surgiu em um sonho do cantor, que aproveitou a inspiração e a utilizou. Entretanto, para o artista, a música traz o sentido de novos ares e uma renovação sonora.

Beto, que anteriormente apostou em um lado mais introspectivo de seu EP “Abraço“, agora mostra uma cara mais solar e plural. A canção faz parte do álbum do cantor que foi lançado recentemente e traz o nome: “Wahyoob“.

As influências da nova composição são as mais diversas. O artista fez uso de synths e polirritmia, além de buscar inspiração no Axé da Bahia, no Indie e melodias do Rock and Roll, ao estilo “Beatles” de ser. “Esse disco é mais um passo pra buscar identidade como compositor e para criar ferramentas de sensibilização, sempre no intuito de fazer as pessoas se sentirem melhor. Confesso que pensei muito no axé da Bahia em diversas músicas, e Kaningawá foi a primeira que compus para o disco dentro dessa perspectiva. Como juntar grooves de macumba, guitarras indie e melodias a la Beach Boys e Beatles? Essa foi minha intenção”, explicou o músico.

De acordo com o cantor, a canção representa a vontade de uma energia mais colorida e tropical, que dá ao ouvinte uma sensação, com um nível de energia, no qual as músicas do trabalho anterior não conseguiam alcançar.

Quanto ao nome da faixa, a ideia surgiu de maneira inconsciente, em um sonho do cantor, no qual sua filha, que na ocasião ainda não havia nascido, falava a palavra “Kaningawá“. “Sentia que ali precisava de um termo forte, que por si só resumisse o que a letra da música diz. Nada melhor do que o nosso inconsciente botar pra fora o que ainda não temos a simplicidade pra verbalizar”, explicou.

A produção da música foi realizada pelo próprio Beto, em parceria com Kelton Gomes. Ambos também dividem os créditos dos baixos e guitarras na canção. Mejía contou com Esdras Nogueira (sax barítono) e Paulo Rogério (sax tenor), Anderson Nigro (bateria), Jefferson Pimpão (trombone); e Thiago de Lima Cruz (percussão). A mixagem e masterização foi realizada por Xande Bursztyn.

Ouça o single no link abaixo e acompanhe o trabalho de Beto Mejía em sua página oficial no Facebook.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s