Resenha: Conheça o EP homônimo de Vitor Kley

Por: Letícia Moraes

16711867_1410905208982063_4463711584951538044_n

Vitor Kley tem apenas 22 anos, mas já carrega em sua bagagem uma carreira promissora. Apesar de jovem ele se desponta como um grande artista do pop e do reggae. Já cruzou o Brasil de norte a sul, leste a oeste, e já esteve cumprindo seu papel também pela Argentina e Uruguai. Atualmente está divulgando e comemorando o lançamento de seu novo EP homônimo.

O EP tem sete faixas, com produção de Rick Bonadio, que ajudou Vitor a amadurecer seu som, sem deixar perder a essência do seu estilo e sua alma. Kley já lançou dois outros discos: “Eclipse Solar” (2009, produzido por Déio Tambasco) e “Luz a Brilhar” (2013, produzido por Armandinho). Pensando em mostrar seu mais novo trabalho musical, fizemos uma resenha sobre ele.

Armas ao nosso favor: Canção de abertura, que traz uma mensagem de paz, amor e igualdade, com um pop reggae bem dançante.  Faz uma crítica à parte suja da sociedade e do sistema, mas sem perder a sua vibe positiva.

A noite cai: Com uma pegada mais romântica, traz seu violão bem detalhado que se torna o grande astro dessa obra. Com uma letra que inspira aos apaixonados, o som acaba por se tornar uma balada que nos faz querer dançar e tem um ritmo viciante.

Já era: Um som tipicamente pop, que nos remete a algumas mesclas de estilos do fim dos anos 80 e início dos anos 90. Aquele tipo de música que fica na cabeça por horas e que nos faz delirar facilmente entre seus acordes, deixando um gostinho de “quero mais”. Com efeitos eletrizantes.

Farol: Essa canção surgi para acalmar os ânimos. Uma letra de exaltação ao verdadeiro amor, com instrumentos que tocam nossa emoção e detalhes singelos, que apesar de simples trazem sonoridade autentica à música.

Onde você está: Vem para reanimar e deixar seu charme no ar. A batida nos faz lembrar de noites agitadas em bares de alguma cidade grande, à procura de aventura. A música é quase um convite para dançar abertamente e sem receios.

Dois amores: Trabalho mais entonado pelo reggae clássico, que não peca em se mostrar extasiante. Um som daqueles para se ouvir na praia, à beira mar, sem remorsos. Em alguns momentos podemos observar o charme das cordas como violão e baixo se mostrando mais autênticos.

Avião de papel: Um pop vibrante, que finaliza o trabalho com almejo de conquistas. Uma canção esperançosa, suave e memorável. Tem uma essência de alegria e pacificidade. Seu clímax em certo momento da música, é sua caída de entonação e breve retorno da intensidade musical para desfecho. Fechando o trabalho com chave de ouro.

Confira o videoclipe de “Armas ao nosso favor”, que está cheio de participações especiais, como: Marco Luque (ator), Billy Saga (rapper), Teco Padaratz (surfista), Mateus Navarro (surfista), Pauê Aagaard (surfista), Thomaz Bellucci (tenista), Tia Dag (fundadora da Casa Zezinho), Maurício de Souza (cartunista), Martina Brandt (Miss Brasil 2015), Luka Salomão (locutora), Eduardo Correa (bodybuilder) e Cleuton Nunes (paratleta).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s