“Escolha Seu Veneno” – Resenha faixa a faixa do disco de Gnaz

Por: Vinícius Aliprandino

Gnaz disco

No final do ano passado, o rapper Gnaz lançou seu álbum “Escolha Seu Veneno“. O disco traz 10 faixas, com algumas participações especiais e que na temática, vai desde um pouco da própria história do artista, até críticas sociais como preconceito, ódio e ignorância.

Gnaz nasceu em uma família de advogados bem sucedidos na Lapa paulistana, mas, apesar de poder optar por este caminho, a vontade de seguir a carreira na música falou mais alto.

Logo aos 8 anos de idade, o rapper já cantava, mas nessa época era em coral. Com o passar do tempo aprendeu a tocar violão, teve contato com a música do Racionais MCs e outros nomes do Rap nacional e internacional.

Durante a adolescência Gnaz também teve contato com o rock, quando frequentava os ensaios de bandas dos primos. Ali, o rapper pode fazer contato com diversos instrumentos – violão, piano e bateria. Nesse período as canções que Gnaz tocava eram as de nomes como Charlie Brown Jr, O Rappa, Sublime, Bob Marley e Raul Seixas. Entretanto, foi na busca por cifras em revistinhas especializadas, que o músico descobriu a cultura Hip Hop. Daí em diante, foi se envolvendo e apaixonando por cada elemento que compõe o estilo.

Gnaz por Nelson Mello
Crédito da foto: Nelson Mello

Em 2005, Gnaz lançava sua primeira demo – “Quebrando as Muralhas“.  Em 2016 vinha o “Escolha Seu Veneno” e em 2017, o clipe da canção que carregava o nome do disco.
Para completar as informações, o Papo Alternativo ouviu o álbum de Gnaz e escreveu uma resenha faixa a faixa que você confere logo abaixo:

Com um vocal raivoso e contando sobre sua volta do caminho que trilhou ao longo de sua vida, Gnaz abre o disco com a faixa “Um Bom Guerreiro Não Desiste“. Com referência a Sabotage, o rapper afirma ao longo da canção que o compromisso firmado e foça pra seguir adiante vem das palavras do ídolo.

Voltei pela missão, pela música, pelo som, pelo que já se foram, pelos que chegarão. Voltei pela família, pelos manos, pelas minas, pelos moleques zica trabalhando nas esquinas. Não é apologia, o real problema vem de cima, pra tentar mudar essa porra que acontece em Brasília

Seguindo o álbum, na segunda canção o disco já começam as participações especiais. A música é a que carrega o nome do álbum – “Escolha Se Veneno” – e na participação, que acompanha Gnaz é Duda Monteiro.

A faixa ganhou clipe e quando ouvimos a canção, percebemos que realmente foi merecedora do vídeo. Com crítica ao preconceito e falando da diversidade cultural brasileira, Gnaz e Duda compartilham os vocais ferozes.

Rap, break, dj, mc, grafite. Isso é cultura Hip Hop, respeite, acredite! Preconceito infelizmente ainda existe. Pra relaxar eu vou ouvir aquele som do BB King. O quê? Gnaz, branco, canta rap, ouve Blues? É isso mesmo que você ouviu, tio

A terceira faixa traz a letra em inglês. “So Fresh and So Clean” vem em um ritmo mais calmo do que as anteriores e fala da época em que Gnaz teve uma produtora de filmes adultos.

Em seguida é a vez de “Di Boa“. A faixa traz outra participação especial para complementar o trabalho do músico. A participação é de Gustavo Veiga, que também foi quem produziu a música. A canção traz um ritmo bem “de boa” fazendo jus ao nome da faixa.

Money” é a próxima canção do disco e traz um Hip Hop que traz de volta os vocais ácidos e raivosos do álbum. Faz parte das músicas do início da carreira de Gnaz, datada lá de 2005.

Já passamos da metade de “Escolha Se Veneno” e agora chega a vez de “Quem é o Patrão“. A canção começa com letras em português e a segunda estrofe em inglês. Em um Rap mais gangsta, o ritmo é frenético que gruda na cabeça.

17467851_1296131803803440_1921662504_n

Eu Sou Assim” traz duas participações – Nega Lu e Duck Jam. A música mostra uma conversa entre Gnaz e uma mulher. Na conversa, o rapper explica a forma de vida dele e conta que sempre foi dessa forma. Apesar disso, Gnaz tenta convencer a garota do quanto ela é especial para ele.

A faixa 8 traz outra canção do início da carreira de Gnaz. “Levante o Astral” vem lentinha e traz os vocais de Srta. Paola dividindo a canção com o rapper.

Se você quiser mudar, faça diferente, comece mostrando o que realmente sente“… “Imaginem quem já perdeu alguém, imaginem uma criança que não tem ninguém. Tem muita gente passando fome pelo mundo, tem muita gente que ainda dorme em um chão sujo“.

Mudanças” é uma versão para a música “Changes” de 2Pac. A música traz para o debate o tema de lutar por um mundo melhor e cita Chico Mendes. Na canção também é citado mais uma vez o racismo. Além desse, Gnaz conta sobre ignorância e ódio que existem no mundo atual, e aborda a questão de que apenas negros e pobres que acabam indo para a prisão.

Fechando o disco, “Escolha Se Veneno” está de volta, mas desta vez vem em um rádio remix. “Na escola me zoavam, sem ibope com as minas. Repeti a sétima série e também a quinta. Colegial foi supletivo, faculdade é a vida“.

Confiram o álbum completo no link abaixo e acompanhem o trabalho de Gnaz, através da página oficial do músico no Facebook.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s