O “Corte Podre” e a renúncia da Arcádia aos moldes do retrato

Por: Vinícius Aliprandino

18156889_1834668223420640_8964253239298954358_n
Crédito da foto: Glênio Mesquita

Recentemente, a banda Arcádia lançou o clipe da canção “Corte Podre“. Para ganhar as telas, o grupo entrou em contato com Robert Morgan – diretor de cinema inglês – a fim de conseguir os direitos de imagens do filme “The Man in the Lower-Left Hand Corner of the Photograph“, de 1997.

Concedidos os direitos, a banda começou a trabalhar no vídeo e uniu o clima Grunge, pesado da canção, à situação sem esperança do filme. A edição do clipe foi realizada por Glênio Mesquita.

Unido ao vídeo, a canção traz uma temática dramática e pesada, assim como a sonoridade. Enquanto a pegada grunge da Arcádia ecoa em altos decibéis, o clipe completa a canção, trazendo a história de um homem que, já em idade avançada e tomado pela solidão, tenta recuperar a felicidade.

Desolado com a falta de perspectiva, ele passa seus dias vagando pela casa. Em determinado momento do curta-metragem, o personagem espia, através de um buraco na parede, à sua vizinha cometer suicídio. Para ter companhia, ele arruma uma forma de ressuscitá-la, e assim passam a fazer companhia um ao outro.

“Eu não serei o seu molde no quadro da ilusão. Tingindo com ódio, obscurece a visão. Não queira que eu seja o seu sonhos revoltantes, que ele faz doer.” Esses são os versos declamados pela banda, enquanto o personagem do clipe observa sua própria foto, em um porta retrato. A negação da situação e a luta para não morrer sozinho, são representadas nessa junção de versos e cenas. A situação de uma pessoa que olha para o quadro e se nega a permanecer naquele estado.

Entretanto, para a banda, o significado do clipe vai muito além disso. “Mostra várias visões. Terceiros desejavam que o personagem fosse o que ele não queria. Ele fez até aquele momento da foto o que os outros queriam e agora vai em busca do que ele realmente deseja pra vida dele” explicam os integrantes da Arcádia.

O Papo Alternativo realizou uma entrevista com a banda, na qual os integrantes falaram a respeito do clipe e sua repercussão, os planos da banda e como foi o contato da Arcádia com o diretor Robert Morgan. Confiram logo abaixo.


15578589_1771793909708072_6734847074719484887_n

(Papo Alternativo) Qual a principal ideia que vocês procuraram transmitir com o clipe, utilizando as imagens do filme “The Man in the Lower – Left Hand Corner of the Photograph”?

(Arcádia) Esse ótimo longa metragem, traduz bem o que a letra/sentimento que a música quer passar. Que sempre buscamos, de alguma forma, satisfazer nossos caprichos, sem se preocupar com as consequências, ou com os outros.

(Papo Alternativo) Na letra de “Corte Podre”, quando vocês dizem “Eu não serei o seu molde no quadro da ilusão“, no mesmo momento, o personagem do filme olha para seu retrato. Essa seria uma forma de dizer que “independentemente da idade, do rosto envelhecido, eu não desistirei e não serei apenas aquilo que uma foto pode mostrar”?

(Arcádia) Também, só que vai mais além disso. Mostra várias visões. Terceiros desejavam que o personagem fosse o que ele não queria. Ele fez, até aquele momento da foto, o que os outros queriam. Agora ele vai em busca do que realmente deseja para sua vida.

(Papo Alternativo) Como foi feito esse processo de concessão? Conta pra gente como vocês entraram em contato com o Robert Morgan?

(Arcádia) O idealizador do vídeo, Glênio Mesquita, fez toda a edição e mostrou ao frontman da banda – o vocalista e guitarrista Deuzimar Junior. Ele gostou de imediato e pelo fato de ter ficado muito bom, sugeriu que o Glênio contatasse o Robert, para solicitar a permissão de uso, pois seria o correto a fazer e seria muito bom para todas as partes – Robert revivia um vídeo antigo produzido, a banda ganharia a divulgação da música, com um visual irado, e contribuiria para a carreira do Glênio, como editor/produtor .

Assim foi feito. O Glênio contatou o Morgan, via Facebook, e enviou o vídeo com legenda para que ele pudesse entender a letra. O mesmo informou que no momento não poderia ver, mas que depois daria uma olhada. Tempos depois, questionamos novamente se ele conseguiu ver. Ele respondeu que sim, que poderíamos usar as imagens e recomendou que colocássemos os devidos créditos no videoclipe.

Foi muito emocionante para gente, pois só de pensar que existem apenas duas bandas que usam suas imagens, de forma legal – Tool e agora a gente!

(Papo Alternativo) Como tem sido a repercussão do vídeo?

(Arcádia) Graças a Deus o vídeo vem repercutindo bem e recebendo ótimas críticas, além de estar abrindo novas portas para a banda.


(Papo Alternativo) Quais os próximos planos da Arcádia?

(Arcádia) Divulgar o EP “Antiquado” até o fim deste ano. Talvez, também fazer outro clipe, ainda este ano. E iniciar a gravação do segundo álbum no primeiro semestre de 2018.


Confiram o clipe no link abaixo e acompanhem o trabalho da Arcádia, através da página oficial da banda no Facebook.

2 comentários Adicione o seu

  1. Arcádia disse:

    Muito obg Papo Alternativo pela conversa e espaço. Estamos muito felizes com a matéria!

    1. A gente fica feliz demais também com esse retorno. A Arcádia merece. Parabéns pelo trabalho de vocês.
      Tamo junto! 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s