Clipe de Vera Veronika, pioneira do rap nacional

Por: Letícia Moraes

Vera Veronika por Tatiana Reis 4
Foto por: Tatiana Reis.

Pioneira no rap nacional feminino, Vera Veronika juntamente de Ellen Oléria e Hope Clayburn, lança canção sobre a força e história da mulher negra. “Soul Negra, Soul Livre” conta com a produção musical de Higo Melo e ganha formato em videoclipe.

Além de dedicar sua vida ao rap, Vera é mantenedora de um abrigo infantil, pedagoga, empreendedora e consultora nas causas de Direitos Humanos. No rap encontrou força para lutar contra as injustiças.

Desde a década de 90, ela é a voz ativa do rap nacional e inspira muitas mulheres do estilo musical. Logo haverá lançamento do seu DVD em comemoração aos 25 anos de carreira, e para iniciar essas festividades o clipe de “Soul Negra, Soul Livre” surgiu.

Ellen Oléria foi vencedora no The Voice e dedica seu trabalho para o empoderamento da mulher negra. Hope Clayburn é saxofonista americana e dedica seu trabalho para o jazz, funk e blues. Com isso percebemos três grandes artistas se encontrando para realizar um show de influências, histórias e sonoridades.

A inclusão social vem sendo visada como detalhe, podemos notar isso ao observar a tradução simultânea em LIBRAS no clipe. Os demais vídeos que virão no DVD seguirão essa mesma linhagem, tornando o trabalho algo universal.

Além de homenagear muitas negras que fizeram e fazem a diferença, como: Dandara, Benguela, Lélia Gonzales, Tia Ciata, entre outras. O clipe finaliza com uma imagem de Marielle Franco, vereadora assassinada no Rio de Janeiro esse ano, conhecida como uma grande lutadora pelos direitos humanos.

O clipe viaja por gerações, mostrando que não devemos deixar passar nenhuma dessas, que todas são e foram importantes para o empoderamento da mulher negra. São grandes personalidades e ficarão marcadas em nossa história.

“Desde a década de 50, 60, 70, mulheres negras morreram para que pudéssemos ter voz. Hoje continuamos a morrer. É meu compromisso reverenciar e exaltar as mulheres que escreveram essa história para que pudéssemos vivenciar hoje que somos negras e livres”, conta Vera Veronika.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s