Contando Bicicletas abre as “Gavetas” da autodescoberta

Por: Vinícius Aliprandino

Contando Bicicletas - Gavetas
Arte por Luiza Sanches

Em uma viagem de auto descoberta e debates sobre a depressão, a Contando Bicicletas mostra a primeira carta de seu baralho, que abre as portas do primeiro álbum da banda – o “Se Quer Aventuras“.

O grupo carioca mostra uma nova cara para a MPB, com reflexões a respeito de temas sérios. O primeiro single lançado – “Gavetas” – conta a respeito de alguém que se perdeu no meio do caminho, mas que tenta aos poucos se encontrar e voltar a sentir o mundo e  a vida como era antes da solidão e a angustia fazerem parte de sua vida.

A canção canta a respeito de uma pessoa que se isola da convivência. Frases como “A porta, a janela e as gavetas fechadas A chave, o portão e a vista da sacada” dão início a história, em um momento difícil da vida do personagem. Entretanto, aos poucos a música vai tomando outro rumo, seguindo em direção a auto descoberta que a faixa também pretende mostrar.

Tijolo a tijolo desmonto E encontro despido o meu ser Logo ao seu lado esse monstro Só agora fui perceber” demonstram esse processo de desconstrução do ser atual, na busca por sair da situação em que vive.

Mas como em muitas vezes, o processo de encarar de frente e vencer a depressão, ou simplesmente saber como driblar esse monstro, tem suas recaídas, mas a luta segue adiante e é descrita na música. Gritados aos quatro cantos por quem quer sair desse sufoco, os versos são a narrativa dessa batalha: “Sempre que falo o que penso Tenho que me esconder. Sempre que grito ao relento. É tanto o que tenho a dizer“.

“Então me vejo aqui
Calado e sem meu nome
Chega de solidão
Daqui saio maior”

 

A letra foi escrita pelo guitarrista e violonista Luiz Felipe Fonseca. De acordo com o músico, a canção se tornou algo muito pessoal e delicado, o que resultou em uma demora maior para terminar de escrevê-la. “Demorei muito para terminar a letra, porque o assunto dela é muito delicado. A música se tornou sobre depressão e sobre um processo de autodescoberta, de análise e de eventual superação. Virou algo muito muito pessoal, algo sobre momentos de tristeza e o processo de autoconhecimento para aprender a lidar com eles”, explica o baterista.

Para a gravação, a banda contou com Hugo Noguchi, Pedro Tambellini e Diogo Viola. A faixa foi gravada no Casebre Estúdio e Studio Verde. A mixagem e masterização ficaram a cargo de Daniel Carvalho. A arte foi realizada por Luiza Sanches e teve a finalização e design do guitarrista e saxofonista Mateus.

A Contando Bicicletas é formada por Luiz Felipe Fonseca (guitarra e violão) Felipe Ribas (bateria, piano), Mateus “Matt” Da Silva (guitarra e saxofones) e Vitor Carneiro (baixo).

Confiram o single nos links abaixo e acompanhem a “Contando Bicicletas“, através da página oficial da banda no Facebook.

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s