Revolução traz clipe carregado de punk rock e críticas ao governo

Por: Vinícius Aliprandino

brasil acima de todos

Na década de 70, o Sex Pistols utilizou do punk rock e abalou o Reino Unido com sua crítica ácida à rainha. Até hoje a música seguiu viva e mirando seus versos a todos os erros da sociedade e da política.

A música e o movimento Punk sempre estiveram carregados de energia e crítica. Muitas vezes com a política afiada e bem estampada em suas canções, outras vezes nem tanto. Mas um “nem tanto” político sendo político, afinal, toda atitude punk já é uma forma de fazer e falar de política, seja direta ou indiretamente.

Em 2019, o estilo segue vivo e, mais uma vez, se atualiza. Aqui do outro lado do Atlântico, onde o circo segue pegando mais fogo do que nunca, chamando a atenção do mundo e causando espanto em muita gente, a banda Revolução, com a mesma crítica ácida, levantou a voz contra o atual presidente, suas falas, políticas e demais atitudes.

Com cenas de movimentos de rua fazendo suas danças de apoio ao, na época, candidato; suas flexões mal executadas, que se tornaram motivo de piadas na internet, entre outras situações polêmicas do presidente; a banda mineira lançou o clipe “Brasil Acima de Todos“, mostrando seu descontentamento com Bolsonaro.

A simplicidade da música vem direto do punk e, em sua letra, apesar de toda a torcida positiva que a Revolução tem pela democracia, a banda demonstra o sentimento de quem não consegue encontrar esperanças para o futuro do país.

A crítica bate de frente com questões que vão do armamento ao jeito autoritário do atual governo. A letra canta sobre as palavras de “Ordem e Progresso“, que são gritadas ao vento, mas que, no final, se traduzem em mentiras e enganação, resultando em mais despesas no bolso da população.

O Brasil sempre teve milhares de problemas, e infelizmente a forma como a política funciona aqui acaba iludindo as pessoas, eleição após eleição. Não existem salvadores da pátria, nem ‘únicos culpados’ pela situação atual do país. O contexto do caos político e econômico brasileiro vem de décadas atrás. O governo Bolsonaro representa mais uma tentativa de levar o país para frente, mas aparentemente não vejo motivos para acreditar nisso”, explica Johnny Kiff autor da letra da canção.

Quero Ordem e Progresso
Mas sei que no Congresso
Vão me enganar de novo
Ninguém liga para o povo

A gravação da faixa aconteceu no estúdio Casa Radar, em Belo Horizonte – MG. A música integrará o próximo disco da Revolução. Além da canção, as músicas “Fake News” e “Guerra Civil, Guerra Imbecil”, ambas com tons de críticas sociais e políticas, também farão parte do novo disco.

Confiram o clipe no link abaixo e acompanhem o trabalho da Revolução, através da página oficial da banda no Facebook.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s