“Ladrão” álbum de Djonga com sensibilidade social

Por: Letícia Moraes

mail

O rapper mineiro Djonga, após o sucesso de “O Menino que Queria ser Deus”, de 2018, lança “Ladrão”, com dez músicas inéditas, produzidas por CoyoteBeats, com coprodução de Thiago Braga e masterizado por Arthur Luna.

Considerado o melhor trabalho de Djonga, com evolução e olhando sempre em frente. Usando suas experiências pessoais como motivação e amadurecimento musical. No álbum estão presentes temas como: racismo, crítica social, religiosidade e paternidade.

“Ladrão” foi todo gravado na casa de sua avó, trazendo à tona um perfil de resgate e sensibilidade. Ele ainda diz que o álbum leva esse nome porque desde sempre o chamavam de ladrão ou vagabundo.

Djonga iniciou sua carreira na rua, participando de saraus de poesia e logo se encontrou no rap, escrevendo suas próprias letras e conquistando seu espaço na cena. Em 2018 venceu a votação popular da revista Rolling Stone com o melhor álbum do ano com “O Menino que Queria ser Deus”.  O rapper irá participar do festival João Rock 2019 no interior de São Paulo.

“Origem é o grande lance desse trabalho. Muitos se esquecem de onde vieram, só pensam onde querem chegar, mas se você não souber de onde veio, já era, morre lá mesmo, de corpo físico ou espiritualmente, na consciência das pessoas”,
comenta Djonga.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s