Em “Maré Cheia”, João Werneck assume os remos

Por: Vinícius Aliprandino

 

CAPA_MARE CHEIA (Single)
Arte por João Werneck

Enfrentando as águas agitadas da vida, o single “Maré Cheia” de João Werneck surge carregado de reflexão e a tomada de dianteira.

Em seu single de estreia o músico mostra a canção que se inicia com dedilhados que parecem conduzir o barco pela água e chega a tempestade da parte final da música, com um baixo e bateria insanos, dando ares de tensão para o trabalho.

A música exibe seus versos que refletem imagens de um sonho turbulento de alguém, que busca por sua individualidade e por tomar o controle de sua vida.

As influências do João neste novo projeto vão do violão popular brasileiro a Radiohead.

Maré Cheia” foi gravada na casa do próprio João – uma casa do século XX, e teve sua produção realizada por Gus Levy. A gravação do single ficou a cargo de Kayan Guter, a mixagem foi realizada por Angelo Wolf e a masterização ficou sob a responsabilidade de Ricardo Garcia.

A mixagem do trabalho aconteceu na casa de Estela Gualberto – avó do artista. A arte do single foi feita pelo próprio músico.

João Werneck ficou responsável pelo violão, guitarra e vozes. Gus Levy  assumiu a guitarra, piano e coros. Angelo Wolf  tomou conta da guitarra e coros, enquanto que Gabriel Loddo tocou o baixo e Pedro Fonte a bateria.

Confiram o single no link abaixo e acompanhem o trabalho de João Werneck, através da página oficial do músico no Facebook.

 

 

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.