Gabrre apresenta “… e parabéns” – experimental e existencialista

Por: Vinícius Aliprandino

Gabrre1

A paisagem serrana, a fumaça das fábricas, a vizinhança de um canto da cidade e caminho por uma estrada que caminha com o verde lado a lado. Essas são algumas das cenas em que se inicia o clipe da faixa “… e parabéns”, do músico Gabrre.

A faixa, carregada de experimentações, faz parte da coletânea “Sons que Vêm da Serra”.

O artista, natural de Gramado – RS, buscou refletir a respeito da existência e de sensações causadas por possíveis relacionamentos. A canção começou a ser trabalhada quando o músico tinha seus 19 anos. Hoje com seus 21, o artista encontrou o caminho para dar vida a faixa, que acabou ganhando um clipe carregado de cenas que trazem desde cenários entre a cidade e paisagens, que se intercalam com maquetes de uma cidade, uma fazenda e muito mais.

A canção, de quase 7 minutos, nasceu da influência do hip hop, com altas doses de traços da música experimental de Panda Bear, em especial o disco Person Pitch. De acordo com Gabrre, foi daí que surgiu a ideia de samplear músicas, cortando e transformando novas experiências.

 

Liberdades, existencial e diversão

As referências, porém, não param no ritmo. Para compor a faixa, o músico, em seu trabalho, combinou uma diversidade de questões que envolvem a existência e fragmentos de possíveis relacionamentos, na busca de responder para si próprio a respeito de pertencimento e caminhos a serem trilhados.

Quanto ao processo de criação, o músico acredita na naturalidade da música para fazer algo que não soe como artificial. A ideia é compor de maneira livre e divertida.

Para mim, o que não é relativo à música, me é estranho. Não existe um sentimento específico que eu sinta ao criar, até porque o próprio ato de criar geralmente nunca é o mesmo. É tudo muito espontâneo e muito livre, e sempre muito divertido. Gosto de trabalhar até o momento em que as coisas estão fluindo naturalmente”, explica o compositor.

 

Ficha técnica

A direção criativa e produção executiva do vídeo é de Jonas Bustince. A produção musical foi feita pelo próprio Gabrre. Já a mixagem é de Luis Fernando Bergamo Land. A masterização ficou a cargo de Francisco Maffei, enquanto que a engenharia de som e captação foram realizadas por Carlos Balbinot e Fabrício Zanco (Noise Produtora de Som). A direção e edição de vídeo são de Breno Dallas (produtora Ilha 8c5a).

A captação de imagens ficou sob a responsabilidade de Robinson Cabral, Saimon Fortuna e Breno Dallas. Já a direção de arte é de Leo Lucena (@odra_estudio).

Quem cuida da parte de assessoria de imprensa do projeto “Sons que Vêm Da Terra” é Thais Pimenta (Café8). A produção cultural é de Varsóvia Educação & Cultura.

Confiram o vídeo de “… e parabéns” no link abaixo e acompanhem o trabalho de Gabrre, através da página oficial do músico no Facebook.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.