O “Fogo” ardente de alegria da Costume Blue

Por: Vinícius Aliprandino

CostumeBlue-Foto-por-Gabriel-Potter-(2)-matéria-papo-alternativo
Foto por Gabriel Potter

 

Do blues ao baião. O ritmo afro-americano recebe a mistura do ritmo brasileiro, deixando a canção “Fogo”, da banda paulista Costume Blue com uma cara bem nordestina.

Pode chamar de uma mistura com rockabilly, ou blues-forró, mas o importante mesmo é que a canção é dançante e contagia e ganhou um lyric vídeo para o público poder decorar a letra e cantar junto.

Mas quem pensa que fazer uma mistura dessa e conseguir dar uma cara tão combinada assim foi difícil, está enganado. De acordo com o vocalista Marcelo Bulhões, tal combinação nasceu de uma maneira simples e natural, sem muita dificuldade.

Nunca precisamos fazer esforço para essas combinações, para forçar a costura. Já estava tudo ali, fundido”, comenta o vocalista.

 

Da tristeza á alegria ardente

Logo de início, o vídeo traz uma descrição da palavra “fogo”, de acordo com o dicionário Aurélio.

 

“Desenvolvimento simultâneo de calor, de luz e de chama produzido pela combustão viva de certos corpos.”

 

Em seguida, as imagens e o instrumental abrem as portas que logo são acompanhadas da letra que fala sobre a chama que invade a madrugada e cativa os corações, pronto pra fazer um novo dia nascer cheio de energia e alegria.

 

CostumeBlue-Foto-por-Gabriel-Potter-(1)-matéria-papo-alternativo
Foto por Gabriel Potter

Segundo a Costume Blue, “a opção pelas imagens antigas se fez necessária como alternativa nesses tempos de isolamento social pelo coronavírus. Com talento de alfaiate audiovisual, Tuca costurou imagens antigas dos negros do Sul dos Estados Unidos em momentos festivos, contagiantes”.

Ao mesmo tempo em que o blues leva uma lamentação do sofrimento do negro, há também alegria e vibração no ritmo, com momentos de dança e descontração, assim como é mostrado nas cenas do vídeo. E dando ainda mais força para essa alegria, o som do triângulo nordestino e a zabumba, chegam para somar.

 

Quem faz e quem fez

O lyric video contou com a direção de Marcos Américo (Tuca), que também trabalha como professor e coordenador do Programa de Pós-Graduação de Mídia e Tecnologia da Unesp.

A Costume Blue conta com Marcelo Bulhões (voz, harmônica, guitarra, violão), Celso Blues Ferreira (contrabaixo), Cristiano Araujo (bateria), Messias Manuel Messa (guitarra solo), Ricardo Marins (teclados).

Confiram o lyric vídeo de “Fogo” no link abaixo e acompanhem o trabalho da Costume Blue, através da página oficial da banda no Facebook e do perfil no Instagram.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.