Entrevista – A estrela da manhã da cantora francesa Bliss My Heart

Por: Vinícius Aliprandino

Mais um dia chega trazendo a luz do sol. Aquela luz que aquece e mostra que um mundo novo pode acontecer. Naquele momento, a estrela da manhã pede licença para se mostrar ao mundo.

Na música não é diferente. Lançando seu EP de estreia “Morningstar” (na tradução “estrela da manhã”), a manhã musical da cantora e compositora francesa Bliss My Heart surge iluminando o caminho da artista e trazendo música tão radiante quanto a luz do sol que bate na janela em um dia de céu azul.

MorningStar” conta com 3 faixas que passeiam pelo electropop. São elas “A Rose Diary”, “Cross You” e “We’re All the Young”.

Ficha técnica e vídeos

Os arranjos presentes no EP nasceram das mãos de Eddy Rateni e Damien Badey. Já a masterização foi realizada por Pete Maher (U2, Jack White, Lana Del Rey).

Além das canções, Bliss My Heart já lançou o clipe de “A Rose Diary”, gravado montanhas francesas “Les Alpes“, na cidade La Chapelle D’abondance (A Capela de Abondanci). A cantora também divulgou o lançamento de uma versão acústica da faixa “We’re All The Young”.

Início na música e a inspiração do Guns N’ Roses

A artista, nascida em Paris, na França, teve seu primeiro contato com a música quando tinha 7 anos de idade. Seu pai era empresário de Moon Martin. Quando o artista ia até sua casa, para encontrar com o pai da cantora, ele levava suas guitarras. De acordo com Bliss, foi Moon Martin quem lhe deu seu primeiro sintetizador.

A paixão pela música aumentou quando a francesa completou 14 anos de idade e começou a ouvir rock. A descoberta pelo Guns N’ Roses despertou ainda mais o interesse de Bliss, sendo sua primeira inspiração musical, embora, esse não seja o  estilo musical, do qual a cantora tem influências para criar suas canções.

Para falar mais de seu trabalho e um pouco a respeito da cena musical francesa, o Papo Alternativo realizou uma entrevista com Bliss My Heart, que pode ser conferida logo abaixo.

Foto por Dawn Barucq

(PAPO ALTERNATIVO) Olá, Bliss My Heart. Obrigado por falar com o Papo Alternativo. Para começar a entrevista, conte-nos quando você começou sua carreira musical e quantos anos você tinha quando se interessou pela música?

(BLISS MY HEART) Meu pai era empresário de Moon Martin quando eu tinha 7 anos, lembro-me da época em que Moon chegava em casa com suas guitarras. Ele me ofereceu meu primeiro sintetizador (ainda tenho). Comecei a ouvir rock quando era jovem, aí descobri muitas bandas e artistas. Quando eu tinha 14 anos, descobri “Apetit For Destruction” do Guns N’Roses. Mesmo que não seja o tipo de música que eu faço, foi minha primeira inspiração,

(PAPO ALTERNATIVO) A arte, sempre, tem sua mensagem e finalidade, seja sentimental, política ou qualquer outra, sempre com a intenção de despertar algo em quem a escuta. No seu caso, o que você pretende transmitir com sua música?

(BLISS MY HEART) Não estou aqui para dar uma mensagem política. Mas minha música e minhas letras são algo que tenho em meu coração. Falo da minha vida, da minha paixão, da minha infância, mas também do amor em geral e da vida.

Foto por Dawn Barucq

(PAPO ALTERNATIVO) Este ano, você lançou seu primeiro EP. Como foi poder criar e lançar seu primeiro trabalho?

(BLISS MY HEART) Escrevi algumas músicas sozinha com meu piano e meu mac. Após alguns meses de trabalho, procurei uma equipe que possa me ajudar a fazer um trabalho de boa qualidade. Eu conheci Eddy Rateni e Damien Badey em junho de 2019. Eles arranjaram e mixaram o EP. Eles fazem um trabalho incrível! Pete Maher masterizou o EP e agora você pode ouvir “Morningstar“.

(PAPO ALTERNATIVO) Quais foram os principais desafios que teve para criar e lançar esta obra?

(BLISS MY HEART) Quando comecei esse desafio, eu só queria fazer um bom EP com caras legais. Conheci os caras e estou muito feliz com isso. Aí, eu queria trabalhar na promoção, sabia que é uma parte difícil. Trabalho todos os dias em quarentena e com uma grande surpresa, vi que minha música cresceu na América do Sul! Gravei um festival virtual para o Uruguai. Eu faço uma versão acústica da minha faixa. Por isso fico muito grata e surpresa. Mas devo continuar a trabalhar muito duro a cada dia.

(PAPO ALTERNATIVO) Estamos passando por uma fase complicada no mundo devido à pandemia de Covid-19. O trabalho dos artistas fica paralisado em relação às apresentações. Como você tem lidado com essa situação e como seu trabalho tem sido divulgado?

(BLISS MY HEART) Devo confessar que não foi tão ruim para mim. Eu lancei meu EP no início de março. 15 dias depois na França, estávamos em quarentena. Então, trabalhei na minha promoção todos os dias. Eu tenho muito tempo livre. Mas agora é complicado. Porque não podemos tocar, não podemos fazer outra coisa senão esperar. Mas eu trabalhei em uma nova faixa e, com os caras, estaremos de volta ao estúdio na próxima semana!

(PAPO ALTERNATIVO) Por falar em vídeo. O vídeo de “A Rose Diary” foi gravado em uma paisagem de neve. Onde o vídeo foi gravado? Eu gostaria que você falasse um pouco sobre essa música e sobre o significado dela.

(BLISS MY HEART) Gravei este vídeo em fevereiro passado nas montanhas francesas “Les Alpes“. Na pequena cidade “La Chapelle D’abondance” (A Capela de Abondanci). Fiquei muito grata por essa filmagem. Conheci o mais fofo dos huskies “Fantôme“. Foi realmente uma ótima recordação. Estava tão frio, mas tão emocionante! A música fala sobre uma viagem aos EUA, que fiz há 2 anos. Como o Guns N’Roses é minha primeira inspiração, fiquei muito inspirada por Axl Rose para essa música. Eu misturei minha viagem e minha inspiração.

(PAPO ALTERNATIVO) E como você teve a ideia de chamar seu trabalho de “Bliss My Heart”?

(BLISS MY HEART) Achei que a estética dessas palavras funciona muito bem. E isso significa muito para mim.

(PAPO ALTERNATIVO) Você acabou de lançar seu EP, mas há algum outro plano em mente? Quais são os próximos passos? Você tem um novo clipe ou música, ou está atualmente focada em promover “Morningstar”?

(BLISS MY HEART) Eu continuo trabalhando na promoção “Morningstar“, mas estou trabalhando em um novo EP, que parece mais dark do que o primeiro. Estarei de volta ao estúdio na próxima semana para gravar a primeira música que se chama “Latigo Canyon“. Depois, no final de setembro, vou lançar o novo clipe.

(PAPO ALTERNATIVO) E como é a cena musical na França? Quais são os maiores desafios e o que você considera mais vantajoso e de qualidade no mundo da música francesa?

(BLISS MY HEART) Infelizmente, acho que nunca serei famosa na França. Minha música não combina com os gostos dos franceses. Na França é mais hip hop, rap ou urbano … Não é o meu tipo de música! Prefiro focar minha música na Espanha, Itália e América do Sul. Eu sei que essas pessoas podem entender minha música, mas não na França.

(PAPO ALTERNATIVO) Bliss My Heart, nossa entrevista está chegando ao fim. Gostaria de agradecer a atenção em conversar com o Papo Alternativo. Esta última pergunta está reservada para você deixar um recado para quem acompanhou sua entrevista.

(BLISS MY HEART) Gostaria de agradecer muito a sua equipe. Estou me sentindo muito grata pelo apoio da mídia como você. Merci beaucoup mes amis!

Foto por Dawn Barucq

Confiram o EP “Morningstar” no link abaixo e acompanhem o trabalho de Bliss My Heart, através da página oficial da cantora no Facebook e do perfil no Instagram.

Below is an original interview in english, which the Papo Alternativo conducted with Bliss My Heart.

(PAPO ALTERNATIVO) Hello, Bliss My Heart. Thank you for talking to Papo Alternativo. To start the interview, tell us when you started your music career and how old were you and were you interested in music?

(BLISS MY HEART) My father was Moon Martin’s manager when I was 7 years old, I remember the time where Moon came at home with his guitars. He offered me my first synth ( I still have ).  I started listening rock music when I was young, then I discovered lot of bands, artists. When I was 14 I discovered ” Apetit For Destruction ” from Guns N’Roses. Even if it’s not the kind of music I do, It was my first inspiration.

(PAPO ALTERNATIVO) Art always has its message and purpose, whether sentimental, political or whatever, it always has the intention of awakening something in those who listen. In your case, what do you intend to convey with your music?

(BLISS MY HEART) Im not here to give a political message. But my music and my lyrics are something I have in my heart. I talk about my life, my passion, my childhood but also love in generaly and life.

(PAPO ALTERNATIVO) This year, you released your debut EP. How was it to be able to create and launch your first work?

(BLISS MY HEART) I wrote some songs alone with my piano and my mac. After few month of work I searched team which can help me to do a good quality. I met Eddy Rateni and Damien Badey in June 2019. They arranged and mixed the EP. They do an amazing job ! Pete Maher masterised the EP and now you can listen ” Morningstar “.

(PAPO ALTERNATIVO) What were the main challenges you had to create and launch this work?

(BLISS MY HEART) When I started this challenge, I just wanted to do a good EP with cool guys, I met the guys and Im really happy of it. Then, I wanted to work on promotion, I knew it’s a difficult part. I work all days during the quarantine and with a great surprise, I saw my music grew up in South America ! I recorded virtural festival for Uruguay. I do acoustic version of my track. So i’m very grateful and surprise. But I must continue to work very hard each day.

(PAPO ALTERNATIVO) We are experiencing a complicated phase in the world due to the Covid-19 pandemic. The artists’ work is at a standstill when it comes to presentations. How have you been dealing with this situation and how has your work been disseminated?

(BLISS MY HEART) I must confess, it was not too bad for me. I released my EP last early march. 15 days after in France, we were in Quarantine. So I worked on my promotion everyday. I get lot of free time. But now it’s complicated. Because we cannot play, we cannot do anything else than wait. But I worked on new track and with the guys we are back on studio next week !

(PAPO ALTERNATIVO) Speaking of video. The video for “A Rose Diary” was recorded in a snowy landscape. Where was the video recorded? I would like you to talk a little bit about this song about the meaning.

(BLISS MY HEART) I recorded this video last february in french mountains ” Les Alpes “. In little town ” La Chapelle D’abondance “. I was so grateful of this footage. I met this cutiest huskies ” Fantôme “. It was a really really great memorie. It was so cold, but so exciting ! The song is talking about a trip in USA I lived 2 years ago. As Guns N’Roses is my first inspiration, I was very inspired by Axl Rose for this song. I mixed my trip and my inspiration.

(PAPO ALTERNATIVO) And how did you come up with the idea to name your work “Bliss My Heart”?

(BLISS MY HEART) I found the aesthetic of this words works very well. And that’s means a lot to me.

(PAPO ALTERNATIVO) You just released your EP, but are there any other plans in mind? What are the next steps? Do you have a new clip or song, or are you currently focused on promoting “Morning Star”?

(BLISS MY HEART) I continue to work on the ” Morningstar ” Promotion but I work on a new EP which sounds more dark than the first. I will be back in studio next week to record the first song which called ” Latigo Canyon “. Then end of september I will release the new clip.

(PAPO ALTERNATIVO) And how is the music scene in France? What are the biggest challenges and what do you see as the most advantageous and quality in the world of French music?

(BLISS MY HEART) Unfortunately I think I never will be famous in France. My music doesn’t go with french people likes. In France is more hip hop, rap or urban … Not my kind of music ! I prefer to focus my music in Spain, Italia and south america. I know thoses people can understand my music but not in France.

(PAPO ALTERNATIVO) Bliss My Heart, our interview is coming to the end. I would like to thank you for your attention in talking to the Papo Alternativo. This last question is reserved for you to leave a message for those who accompanied your interview.

(BLISS MY HEART) I would like to thanks a lot your team. I’m feeling very grateful to be supporting by media as you.  Merci beaucoup mes amis !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.