Varal Estrela e Lucas Gonçalves chamam para a ação em “Camarada”

Por: Vinícius Aliprandino

O momento atual do Brasil não está nada fácil e causa indignação. Compor diante das situações em que o país se encontra exige engajamento, consciência e muita coragem. Falar sobre determinados assuntos e tomar uma posição se faz necessário.

Afinal, até a passividade é uma forma de ação. E se você não faz nada para mudar, você automaticamente colabora em manter as coisas como estão.

Visando essa ação, o Varal Estrela surge, mais uma vez, com outra canção atual e que não deixa a chance de se expressar passar em vão. O grupo de Itapeva-SP, se uniu com o cantor e compositor Lucas Gonçalves para criar a música “Camarada”.

Gravação e dedicação a distância

Tudo nasceu através de mensagens a distância – como manda o protocolo das recomendações da Organização Mundial de Saúde, a fim de evitar a contaminação e proliferação da Covid-19. Lucas Gonçalves havia sido convidado pela banda, para participar do programa “Varal Resenha”, o qual a banda tem se empenhado, durante o período de quarentena, no qual, entrevista artistas e outras pessoas ligadas à cena musical.

Após a entrevista, os músicos conversaram a respeito da ideia e Lucas enviou, através do Whatsapp, um áudio, de aproximadamente um minuto, com o que seria o embrião da canção, para a parceria.

Na gravação, Gonçalves mostrava um pouco da canção, utilizando da voz e do violão. A partir daí, os integrantes do Varal Estrela e seu parceiro passaram a trocar mensagens e vídeos, explicando e mostrando trechos e outros caminhos para a música.

Arte por Victor Fortes (Lastro Musical)

Vale destacar, que o mesmo processo havia sido utilizado pela banda, quando também em parceria, compôs e gravou a distância o single “A Cura”, com direito a clipe.

De volta ao desenrolar que levou ao nascimento de “Camarada”, após ideias, vídeos e gravações trocadas foi a vez de mixar e masterizar o trabalho. Quem cuidou desta etapa do processo foi o engenheiro de som Ítalo Riber.

A arte da capa do single nasceu das mãos do músico e designer Victor Fortes (Lastro Musical).

Varal Estrela se une a outros artistas para gravar “A Cura”, em quarentena

Unindo a imagem e som

E como tem sido costume nos lançamentos das canções da Varal Estrela, a banda também lançou um clipe – também produzido de maneira totalmente a distância e em segurança, cada um em sua respectiva casa, contando com a participação de todos que estiveram envolvidos no processo.

Ao final das trocas de vídeos, quem ficou responsável pela edição do clipe, foi o baixista da banda – Thalles Macedo.

De acordo com Lucas Gonçalves, a princípio, o compositor não tinha se dado conta de que a temática de sua música possuía um cunho, diretamente, político. Após receberem o esboço, os integrantes da Varal Estrela perceberam e acharam interessante e necessário abordar o assunto, devido ao momento político e social brasileiro atual.

 “A ideia nasceu para embalar uma fase ruim, um momento de ruptura. Um amigo muito próximo também passava por isso. Eu fiquei repetindo o mantra, mas não consegui desenvolver a ideia. Quando mandei o esboço para a Varal, eles notaram uma conotação política na letra que eu não tinha percebido de início, mas que está presente em quase todas as canções de amor que fiz nos últimos anos“, conta Gonçalves.

Mais camaradas para a luta

Além de Lucas, a Varal Estrela também contou com a participação de  Helô Ribeiro, do Barbatuques, nos vocais e na flauta transversal; e Ítalo Riber, baterista da banda WRY, que foi quem assumiu as baquetas para a gravação da faixa.

“Você não tá sozinho Nessa longa estrada
Seguindo sempre forte
Sem esmorecer
Gritar de peito aberto
Ser protagonista Viver”

A tranquilidade da canção surge como uma forma de acalmar as dores dos dias atuais. Contrastando com o momento complicado pelo qual o país atravessa, A Varal e seus parceiros se unem em uma mensagem que, apesar da paz que transmite em sua sonoridade, chama todos a se levantarem para serem protagonistas desses tempos, em busca de mudança.

Cenários distintos, mas a mesma voz

O clipe se desenrola com cada um dos músicos dividindo as telas. Quadros diferentes surgem a todo instante, em cada uma das cenas do vídeo. Cômodos distintos, em uma distância provocada pela pandemia, se unem em vozes, instrumentos e coração, para gritar contra a tempestade que desaba sobre o Brasil.

Violão e flauta se unem à suaves vozes, cordas e batidas que buscam mostrar que “Estar neutro em dias de trevas e deixar se levar… aceitar se perder”.

Ao mesmo tempo em que a canção chama a atenção para se levantar contra a imposição de quem governa o país em prol de questões conservadoras e retrógradas, ela também mostra que ninguém está sozinho nessa luta. A indignação é coletiva. O que significa então, mais um motivo para se unir por uma causa em prol do bem.

A Varal Estrela é da cidade de Itapeva-SP e conta com com Thais Rolim (voz), Rodolfo Braga (guitarra) e Lucas Silva (guitarra),e  o baixo de Thalles Macedo (baixo).

Confiram o clipe de “Camarada” no link abaixo e acompanhem o trabalho da Varal Estrela, através da página oficial da banda no Facebook e do perfil no Instagram.

Aproveitem e também acompanhem o trabalho de Lucas Gonçalves, através da página oficial do cantor no Facebook.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.