Lemori denuncia o “cidadão de bem”, em “Falso Justo”

Por: Vinícius Aliprandino

Foto por Iago Barreto

Cegueira pelo preconceito, conservadorismo e dedos apontados. Tudo utilizando uma capa de uma moralismo, com um fina fina camada de verniz de sinceridade.  O despreparo e descontrole para falar e aceitar opiniões contrárias, ao ponto de buscar e/ou desejar a aniquilação do daquele que é ou pensa diferente.

É muita coisa para pensar e os assuntos são muito pesados. Porém é a realidade do país e estar fora do debate não é uma opção. E tudo isso é tema do novo single, lançado, recentemente, pela banda Lemori, que tem como personagem central o “cidadão de bem”.

Falso Justo” surge em um momento em que o grupo cearense tem se empenhado na divulgação de novas músicas, ao longo do ano, mais precisamente do meio de 2020 em diante. Além da faixa, a Lemori também lançou um clipe, com cenas da gravação da faixa acontecendo no estúdio.

Lemori mostra que a arte prevalece, em vídeo de “Quebrando Celas”

Cegueira, conservadorismo e verborragia descontrolada

E se o assunto é um tema pesado, para gritar ao mundo e enfrentar, na mesma altura, mas com outros meios, intenções a introdução de “Falso Justo” chega com todo o peso, para, em seguida, compartilhar espaço com a velocidade do hardcore no instrumental e com os vocais potentes e melódicos.

A faixa toca na ferida de como a cegueira motivada pelo conservadorismo pode induzir ao preconceito. A exploração da mão de obra também é relatada ao longo de “Falso Justo”, que por mais que denuncie um mundo caótico e triste pelas escolhas e direções tomadas, se mostra otimista nos versos, com direito a coro de “mas saiba que o mundo sempre vai girar e nem sempre será esse o seu seu lugar”.

“Imposição não é o mesmo que razão
A destruição do homem se chama poder
Sua verborragia é descontrolada
E ao olhar no espelho, o que é que você vê”

Lançamentos anteriores e ficha técnica

Recentemente, o grupo já havia lançado as faixas “Ódio Eleito” – na qual são tratadas questões como violência, cultura do armamento, manipulação e devastação do meio-ambiente – e “Quebrando Celas” – onde a Lemori defende e mostra toda a força e necessidade da arte no combate ao autoritarismo . Ambas as canções ganharam lyric videos.

Lemori fala sobre “O Ódio Eleito”, em lyric video

A produção do clipe ficou a cargo de Iago Barreto. A edição dos vídeos foi feita por Paulo Henrique Lemori. A gravação, mixagem e masterização aconteceram no RUÍDO 111 ESTÚDIO. Já a produção nasceu das mãos de Paulo Eduardo.

A Lemori nasceu na cidade de Fortaleza-CE e conta com Siroka (voz), Welton Lima (guitarra base / vocal de apoio), Bruno Almada (guitarra solo / vocal de apoio), Charles Costa (baixo) e Paulo Henrique (bateria).

Confiram o single e clipe de “Falso Justo” no link abaixo e acompanhem o trabalho da Lemori, através da página oficial da banda no Facebook e do perfil no Instagram.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.