Sem meias palavras, BAAPZ cria o single “Patético”

Por: Vinícius Aliprandino

Foto por Bruna Schelb Correia

Sem simpatia, sorriso sintético e sentimento antártico. Todo mundo já conheceu aquela pessoa emburrada, chata e carente de atenção, que chega a ser patética.

Pensando nesse tipo de pessoa, o cantor e compositor mineiro Pedro Baptista, através de seu projeto solo BAAPZ, criou, sem meias palavras, a canção “Patético”.

De acordo com o músico, a letra da música foi feita e nem necessitou de revisão – o que, segundo ele, é algo raro de acontecer em seu trabalho.

Inspiração

A música é uma espécie de desabafo. Na verdade, a inspiração surgiu bem próxima do músico. Um amigo, com quem Pedro conversou estava descrevendo o comportamento de um colega que os dois têm em comum. Após essa conversa, BAAPZ, esteve envolvido em uma situação, em que se aborreceu com uma outra pessoa que agia da mesma forma.

Essa letra saiu como um espirro. Talvez seja minha única letra que quase não teve revisões. Gravei tudo sozinho, mas, assim como em Remoto, senti a necessidade de ter mais impacto e soar menos robotizado”, conta BAAPZ.

Inspirado, o músico pegou o papel e resolveu começar a escrever a canção.

Acima de tudo, lançar essa música é um processo necessário para que eu possa expor outros lados da minha composição como artista, apresentando letras mais extensas, pessoais e sem filtro. A letra é universal, infelizmente todo mundo já se deparou com o personagem descrito nos versos”, explica o músico.


Arte por Guilherme Viñas

Ficha técnica

A capa do single foi feita por Guilherme Viñas. A partir da ideia de BAAPZ, o artista utilizou um pato como representação ingênua do ser patético.

Na arte, além do pato, Viñas inseriu temas que são tabus para a sociedade. O gato se masturbando representando a sexualidade. O anjo, que está catequizando os patos, representaria a religião, enquanto que os patos fazendo uma saudação nazista, seria uma crítica à política.

A mixagem e masterização do single nasceram das mãos de André Medeiros. A faixa teve seu lançamento através do selo Pug Records.

Em “Patético”, Pedro Baapz ficou responsável pela parte de produção e instrumentos, com exceção da bateria, que ficou a cargo de Marcio Reis. A mixagem e masterização foram realizadas por André Medeiros.

Nas fotos de divulgação, Bruna Schelb Correia fez a parte de direção, Luis Bocchino ficou responsável pela parte de direção de fotografia e Bernardo Baptista foi o operador de câmera.

Confiram o single “Patético” nos links abaixo e acompanhem o trabalho de BAAPZ, através da página oficial do músico no Facebook e do perfil no Instagram.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.