Desespero e confinamento são temas de “rio_rua” da Motosserra

Por: Vinícius Aliprandino

Foto por Fabio Nosferatu

Sensação de aprisionamento. Tanta coisa acontecendo do lado de fora do quarto. A ideia de estar perdendo algo e não conseguir sair para vivenciar tudo isso. As paredes parecem encolher, os pensamentos não param, enquanto os batimentos aceleram. Assim como a vida lá fora também não para e segue acelerada.

A ansiedade é um transtorno da modernidade. Inspirada por esses momentos, e em tom de desabafo, o duo Motosserra criou a faixa ”rio_rua”.

Buscando demonstrar um momento de crise, a dupla formada pela paraibana Olga Costa e a mineira Maria Caram, lançou o clipe da canção, com a ajuda da artista visual mineira Isabel Ávila.

Imagens que retratam a crise

O clipe traz diversas imagens que mostram parques, quartos, rios, ruas, desenhos animados e fazem jogos de luz – tudo para captar a atmosfera de aprisionamento e desespero que uma crise de ansiedade pode causar.

Ao longo do vídeo, as imagens vão sendo exibidas, intercalando entre momentos que seguem a letra da canção, com outros que não apresentam sincronia nenhuma. A velocidade das imagens acelera, junto da forma como a canção é cantada. Tudo remetendo à forma como o corpo se sente diante das crises.

A Motosserra apresenta uma mistura de pós punk, riot grrrl, experimental, spoken word em seu trabalho, que contou com as guitarras de Alexandre Lopes, baixo de Juliana Altoé e a bateria e synths de Rafael Luna. A produção foi realizada por Tuca Records (Rafael Luna e Juliana Altoé), enquanto que a mixagem e masterização ficaram a cargo de Rafael Luna.

Confiram o clipe de “rio_rua” no link abaixo e acompanhem o trabalho do Motosserra, através do perfil do duo no Instagram.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.