SOBRE

O Papo Alternativo

Navegando pelos mares das ideias de que o jornalismo precisa ser mais humano, o Papo Alternativo carrega essa bandeira e traz como meta um contato maior com a história que cerca o tema abordado em cada um dos textos. Há várias discussões a respeito de uma renovação do modo de se fazer jornalismo, com este fim. Pensando nisso, O Papo Alternativo é defensor da ideia de que “porque a área de cultura e entretenimento seria diferente?”.

Claro que respeitamos quem faz seu trabalho de outra forma. Não existe um modelo engessado e nem uma verdade única com relação a tudo isso.

Entretanto, o Papo Alternativo quer, através de textos originais, mesmo que, claro, muitas vezes com informações extraídas dos nossos parceiros assessores, fazer nossa matéria ao nosso modo. Longe do copiar e colar (ctrl c/ ctrl v). Do mesmo modo da expressão “Faça você mesmo!”, influenciado pela cultura Punk, temos a proposta e a aposta em um jornalismo que denominamos “artesanal”. Não estamos aqui apenas para passar a informação crua, mas além disso – queremos levar a beleza e o frescor ao texto. De modo que este possa ser lido de maneira mais proveitosa.

Essa é nossa fórmula, nossa marca e nossa meta. Junte-se a nós e venha acompanhar a cultura alternativa de uma maneira diferenciada. Venha conosco bater um papo alternativo.

 

Quem somos


Vinícius Aliprandino  
15879442_1267942669932501_699069847_n
Jornalista, baixista de banda punk, palmeirense e jogador de futebol de botão amador.


Letícia Moraes
15841500_1267942673265834_618936453_n
Fisioterapeuta, pianista, aprendiz de baixista, cronista, cinéfila e grande fã do Homem Aranha.